Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública

Candidatos eleitos em Senador Canedo serão diplomados nesta segunda-feira

Postado em 16/dez/2016


A cerimônia de diplomação dos candidatos eleitos no pleito de 2016 será presidida pelo juiz eleitoral, Marcelo Lopes de Jesus, nesta segunda-feira, 19/12, a partir das 9 horas, no auditório do Fórum. Momento que prefeito, o vice-prefeito e vereadores escolhidos pelo voto popular serão declarados aptos a assumirem os respectivos cargos. Nestas eleições municipais, oito parlamentares disputaram a reeleição, sendo reeleitos Eliel José (2º mandato), Roberto Moreira (Betim), 2º mandato, e Vilmar Lima (3º mandato), os quais se farão presente ao ato de diplomação.

Em se tratando de legislatura, a Câmara possui 13 cadeiras das quais sete serão ocupadas por vereadores novatos: Carpegiane Silvestre (PROS),  D’Mel (Solidariedade), Dieguinho (PRTB), Luiz da Saúde (PRTB), Márcio Polo (PP), Rosalvo de Souza (PSDC), Rodrigo Rosa (PRTB) e Sérgio Bravo Júnior (PROS).

Os vereadores Wander Davi (PTC) e Reinaldo Alves (PRTB) já são veteranos na Casa. Ambos estão retornado para o exercício do terceiro mandato.

Histórico político de Senador Canedo: Antes de ser emancipado, Senador Canedo era um Distrito administrado por subprefeitos nomeados pelo prefeito de Goiânia. Em 1988, por vontade popular e com o apoio do então deputado estadual Manoel Mota, foi realizado um plebiscito para decidir sobre a emancipação de Senador Canedo.  O requerimento solicitando a emancipação foi na Assembleia Legislativa, em 04 de dezembro de 1984.

Em 1988, finalmente, Senador Canedo foi elevado à condição de município por meio de Lei Estadual, assinada pelo então governador Henrique Santillo. Na lei de nº 10.435, de 09 de janeiro de daquele ano, constava sobre a composição da Câmara Municipal de Vereadores, que é à época deveria ser formada por sete vereadores.